Indústria4.0:Empresassãodesafiadasaaproveitar“novopetróleo”

Segundo Alexandre Glikas, diretor-geral da Locaweb Corp, o fenômeno Indústria 4.0, também conhecido como “4ª Revolução Industrial”, promete trazer cada vez mais para dentro das empresas robôs, sensores e tecnologias baseadas em inteligência artificial, que trabalham de modo integrado e dinamizam a produção de bens e serviços. Esse modelo proporciona não somente maior ganho de produtividade, como também aumento de competitividade, que impacta diretamente no crescimento econômico dos países. Com o avanço dessa ‘nova’ Indústria, reforça Glikas, a consultoria McKinsey projeta uma futura demanda por mão-de-obra especializada para desempenhar novas funções na linha de produção, o que deve promover a renovação do mercado de trabalho. Nesse contexto entra o que ele considera o maior desafio lançado pelas novas tecnologias: a capacidade de gerenciamento, coleta e análise de um grande volume de dados gerados pelos sistemas autônomos para, a partir disso, extrair informações e propor novas soluções que influenciem a tomada de decisões estratégicas para os negócios. Apelidado por especialistas de “novo petróleo”, o Big Data dá início a uma verdadeira corrida, na qual, quem dispor de pessoal habilitado e tiver os instrumentos para decifrar mais precisamente as informações por trás de uma miríade de dados, ficará com o ouro.Com dados corretamente decifrados, observa Glikas, além de aumentarem as chances de sucesso na produção e nas vendas, teremos a chance de corrigir quaisquer problemas no percurso, na medida em que seremos orientados para decisões mais assertivas em relação a praticamente tudo.

Eventos

20 Dez, 18
Veja todos os cases