DiadoConsumidor:temosumanovaBlackFriday?

Passado o fim de ano e o Carnaval, o varejo se prepara para sua primeira grande promoção, que vem despertando cada vez mais interesse do público: o Dia do Consumidor. 
Criado em 2014, o Dia do Consumidor vem ganhando relevância no mercado junto a quem mais interessa: o público. Ele é a maior data do varejo no primeiro trimestre, e o estudo da Hello Research e Google Consumer Survey (30/jan a 2/fev - 821 respondentes) indicou que 2018 tem tudo para ser a grande virada, como 2015 foi para o Black Friday.
Em 2014, apenas 27% dos brasileiros conheciam a Black Friday. O varejo abraçou a data, oferecendo grandes descontos e esse awareness mais que dobrou em 2015. De acordo com a pesquisa, o cenário do Dia do Consumidor em 2018 é bem parecido com o do Black Friday entre 2014 e 2015. O brasileiro quer comprar, só depende do varejo dar os descontos. As buscas no Google também sugerem que o Dia do Consumidor já começa a ganhar status entre as promoções de interesse do público: não só o volume de pesquisas vem crescendo a cada ano, como elas estão começando cada vez mais cedo. Outro insight do estudo é que, embora o Dia do Consumidor tenha sido criado pelo varejo online e seja adotado, majoritariamente pelos e-commerces, os consumidores não pretendem ficar limitados às compras pela internet - eles também querem poder ir às lojas e levar seus produtos na hora. E trata-se de um público disposto a gastar. Em média, os entrevistados esperam despender R$ 690 no Dia do Consumidor - o que já é, em média, mais da metade da intenção de gasto na Black Friday 2017 (R$ 1.071). Roupas e calçados são as categorias com maior intenção de compra e, para todas as categorias, os consumidores estão bem dispostos a esperar pelas promoções do Dia do Consumidor. Além disso, quanto maior o ticket médio da categoria, maior a disposição do público de esperar pelas ofertas. Embora a intenção de compra de roupas e calçados seja maior, se pudessem escolher uma categoria para receber descontos, os smartphones seriam os eleitos dos consumidores, comprovando que eles querem comprar produtos mais caros, estão só esperando as promoções. Fonte: Think With Google

Eventos

07 Nov, 18
28 Nov, 18
Veja todos os cases