DMA&THEN2017:Nateameaçoucomplicaroevento,maschegoumaismansodoqueseprevia

A conferência anual da DMA este ano foi realizada em New Orleans. E sua abertura coincidiu exatamente com a chegada do furacão Nate na foz do Rio Mississipi. Seria o primeiro ciclone tropical a atingir aquelas bandas desde o catastrófico Katrina, em 2005, e a expectativa de alguma destruição pairou como uma sombra por cima do maior evento de marketing de dados do mundo na semana que o antecedeu. Resultado: cerca de mil cancelamentos. Mas o Nate perdeu força e, no domingo, quando finalmente atingiu a região, estava na categoria 1 (ventos abaixo de 95 milhas por hora) e daí em diante perdeu intensidade, transformando-se em tempestade tropical. Um dos brasileiros que estava em New Orleans para o &THEN é o presidente da ABEMD, Efraim Kapulski. De lá, ele enviou este depoimento: "Eu fui afetado pelo alerta de furacão quando estava num táxi, no sábado, e soou uma sirene de navio no banco de trás. Procurei ver de onde vinha e - surpresa! VINHA DO MEU CELULAR. Recebi outros três alertas desses. Eu havia ficado o dia inteiro em um evento paralelo com as associações de marketing de dados e a presença do presidente da DMA. Foco em tudo mas com especial ênfase em proteção de dados. Uma verdadeira e profunda imersão e troca muito relevante de informações. Era pra terminar às 17h30, mas terminou um pouco antes das 16 e também houve cancelamento do jantar que seria às 19h30, porque o prefeito de New Orleans decretou toque de recolher a partir das 19h. Acabamos tomando um drink rápido em frente ao centro de convenções e fomos todos para o hotel. No caminho, começaram os alertas. Algumas cidades próximas foram inundadas. Era impossível de prever o que iria acontecer. A partir daí, o presidente da DMA passou a enviar e-mails para todos os inscritos com informações oficiais."

Eventos

06 Mar, 18
05 Abr, 18
Veja todos os cases