Adivinhequemestádevolta.Ocatálogoimpresso

Apesar de duas décadas de e-mail marketing, mídias sociais e a digitalização da experiência do consumidor, o volume de envio de catálogos impressos tem aumentado constantemente desde 2015. Além disso, os consumidores estão surpreendentemente entusiasmados em recebê-los as taxas de resposta dos catálogos aumentaram 170% entre 2004 até 2018. Os efeitos não se limitam apenas a quem reluta a ficar online -- na verdade, há evidências de que os millennials estão particularmente interessados nos catálogos que recebem pelo correio. O catálogo voltou? Varejistas de algumas categorias parecem pensar assim. Nordstrom, Patagonia, Crate and Barrel, Restoration Hardware e serviços de lazer, como férias e linhas de cruzeiro, estão investindo pesadamente em catálogos físicos. Até os varejistas online que se orgulharam de criar experiências eficientes e digitalizadas para os consumidores, como Wayfair, Bonobos, Birchbox e Amazon, agora estão imprimindo catálogos. Uma explicação do fenômeno parece ser o fato de que os catálogos se destacam de outras mídias mais desordenadas e permanecem notáveis. Além disso, é importante que se use o e-mail para aumentar a eficácia do catálogo. Fonte: Harvard Business Review

Eventos

19 Fev, 20
28 Fev, 20