GovernoesperacincocompanhiasaéreasdebaixocustooperandonoPaísaindaem2019

Cinco companhias aéreas de baixo custo estão prontas para entrar no Brasil, revelou o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, nesta sexta-feira. Sem dar detalhes sobre elas para “não fazer comercial”, o político lembrou que o início das operações depende de uma Medida Provisória, cuja expectativa de aprovação pelo Congresso é na próxima semana. “São todas americanas e europeias, filiadas às grandes empresas. O ministro da Infraestrutura (Tarcísio Gomes de Freitas) acha que já no segundo semestre estão operando. Elas terão sede no Brasil e vão se organizar aqui como qualquer outra”, afirmou ao programa "Bom Dia", da Rádio Guaíba. Inicialmente, elas vão realizar somente voos nacionais. “Uma passagem Porto Alegre-Rio de Janeiro, por exemplo, em muitos momentos, é mais cara do que para Miami, Nova Iorque ou Portugal. É maluquice”, argumenta, defendendo que a competitividade gerada pela medida vai trazer redução de preço nas tarifas aéreas brasileiras. As linhas de baixo custo, também conhecidas como low cost, são mais baratas pois não oferecem lanches, programa de fidelidade, embarque prioritário e possibilidade de realocação em voos de outras companhias em caso de cancelamento. Além disso, têm espaço dos assentos reduzido e, geralmente, operam em aeroportos secundários. Fonte: Correio do Povo

Eventos

27 Jul, 19
07 Ago, 19
Veja todos os cases