Malwarespré-instaladosameaçamsegurançadeaparelhosAndroid

Manter dispositivos Android protegidos contra malwares já é difícil o suficiente, mas é uma ameaça totalmente diferente quando os aplicativos prejudiciais vêm com o dispositivo. O sistema operacional de código aberto do Android permite alternativas mais acessíveis para milhões de pessoas, mas também abre a porta para hackers se infiltrarem usando malwares pré-instalados. Embora importantes parceiros Android como a Samsung ou a LG, assim como os próprios dispositivos Pixel do Google, provavelmente estejam protegidos contra esses tipos de ameaças, porém os fabricantes de telefones que dependem de software de terceiros para economizar alguns dólares podem ficar vulneráveis. Os hackers oferecem serviços genuínos e ocultam o malware nos aplicativos que fornecem, de acordo com Maddie Stone, pesquisadora de segurança do Projeto Zero do Google e, anteriormente, líder em tecnologia da equipe de segurança do Android. Fonte: Olhar Digital

Eventos

20 Dez, 19
05 Fev, 20