Nanoinfluenciadoressãoapostadomarketingdeinfluêncianopós-pandemia

 

Com a pandemia, o digital ganhou muito mais importância entre os consumidores e marcas, e empresas estão tendo que rever suas estratégias e discursos para se adaptarem à essa nova realidade. Segundo dados de um levantamento recente da McKinsey, a pandemia apresentou milhões de brasileiros ao online: 40% deles passaram a utilizar mais o comércio eletrônico, 72% tiveram a primeira experiência com plataformas de streaming, 48% estão utilizando videochamadas e 43% descobriram o TikTok, a rede social do momento. Os dados comprovam uma tendência que já vinha sendo apontada: o novo consumidor está no digital e entender esse novo comportamento e aprimorar a experiência dos usuários/clientes, nas mais diferentes plataformas, são fatores obrigatórios para que os negócios sigam prosperando durante e depois da crise. Enquanto as lojas físicas são repensadas, a internet se torna um mar de oportunidades para empreendimentos de diferentes tamanhos. Uma aposta que pode dar bastante certo no momento é o investimento em marketing de influência com nanoinfluenciadores - usuários regulares das redes sociais que contam com, no mínimo, mil seguidores. Há três razões para ficar de olho nesse perfil na hora de pensar no marketing digital do seu negócio: audiência segmentada, engajamento real com os seguidores e facilidade para parcerias estratégicas. Fonte: Portal SEGs

 

Eventos

12 Ago, 20
22 Ago, 20